Sexta, 11 Março 2016 12:56

Aguirre lamenta mudanças no planejamento de jogo, mas avalia como "bom" empate do Galo

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

Diego Aguirre planejou uma coisa, mas, em cima da hora e também durante o jogo, precisou rever as ideias. As baixas de Robinho e Dátolo complicaram o trabalho do treinador no confronto com o Colo Colo, em Santiago, no Chile, pela Libertadores.

“Aconteceram muitas coisas de ontem para hoje, a lesão do Robinho, coisas que podem acontecer, mas que temos que fazer mudanças no que planejamos. Estavam previstas algumas outras coisas”, disse o treinador.

Robinho foi vetado antes de a bola rolar. O atacante sofreu uma picada de inseto na coxa e teve uma infecção no loca, além de febre. Aguirre optou por Patric no ataque, e explicou: “Minha ideia era desgastar o adversário, com um pouco mais de contensão, e tentar ganhar o jogo na segunda parte.”

A primeira parte funcionou. Mas a conclusão dos planos não foi possível. No segundo tempo, Diego Aguirre sacou Patric para a entrada de Dátolo. O argentino participou do melhor momento do time, mas durou apenas 15 minutos. Ele deixou o campo lesionado.

“Não aconteceu porque, no melhor momento nosso, Dátolo saiu. Sem Robinho, não tínhamos no banco opções ofensivas”, disse Aguirre.

O Colo Colo cresceu no jogo e abafou o Atlético, que segurou o empate por 0 a 0 e a liderança do Grupo 5.

“No nosso melhor momento do jogo, quando tínhamos controle de bola, tivemos esse problema com o Dátolo. Colocamos três volantes de marcação e o time foi muito para traz. Perdemos muitas bolas na saída. Eles cresceram. No final do jogo, na última meia hora, eles controlaram”, disse o técnico. “Mas o importante foi que, fora de casa na Libertadores, se não pode vencer, não perder é bom. Temos coisas para melhorar, tirar conclusões.”

Ler 508 vezes Última modificação em Sexta, 11 Março 2016 13:06

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Curta nossa página