O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) desenvolveu diversos aplicativos para que os cidadãos possam acompanhar as eleições municipais de 2016 pelo celular. Ao todo, 11 ferramentas vão estar disponíveis durante a campanha para que eleitores se informem sobre o pleito e, até mesmo, fiscalizem os candidatos.

Nesta quinta-feira, 18, houve o lançamento de um deles que tem como objetivo permitir ao cidadão denunciar irregularidades durante a campanha. Batizado de “Pardal”, o aplicativo possibilita informar, em tempo real, a existência de um problema eleitoral. Após baixar a ferramenta, o cidadão poderá fazer fotos ou vídeos e enviá-los para a Justiça Eleitoral do Estado ou do município, que ficará encarregada de analisar a denúncia.

Entre as situações que podem ser denunciadas estão o registro de uma propaganda irregular, como a existência de um outdoor de candidato, o que é proibido pela legislação, ou a participação de algum funcionário público em um ato de campanha durante o horário de expediente.

Para o presidente do TSE, Gilmar Mendes, a ideia da ferramenta é que as pessoas ajudem a Justiça Eleitoral a fiscalizar a eleição. “Nós temos um período muito curto de campanha, limites muito estritos de gastos, então pode correr abusos, e nós queremos que o cidadão nos ajude denunciando eventuais irregularidades”, disse.

A ferramenta foi desenvolvida em 2012, pelo Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo. Nas eleições de 2014, ela já foi utilizada em outros Estados.

Segundo o secretário de Tecnologia da Informação do TSE, Giuseppe Janino, outras três ferramentas já estão disponíveis e podem ser instaladas tanto em iPhones como em celulares que usam o sistema Android. As demais vão ser disponibilizadas durante o período eleitoral. Desse total, duas são voltadas exclusivamente para integrantes da Justiça Eleitoral e têm como objetivo a verificação do funcionamento das urnas eletrônicas. “Esse portfólio é justamente uma evidência da preocupação da Justiça Eleitoral com a demanda do cliente, que é o cidadão. A medida que o processo se tornou automatizado, nós utilizamos todos os recursos que a tecnologia proporciona, tanto no requisito de segurança quanto de transparência”, afirmou.

Um aplicativo que também é interessante para orientar o eleitor é o “Candidaturas”, que vai trazer uma relação de todos os candidatos, com dados como partido e número na urna, além de informações sobre as propostas, a declaração de bens e a prestação de contas dos políticos.

Através de outra ferramenta, o eleitor vai poder consultar, pelo celular, a existência ou o andamento de processos contra um candidato. Há também um app que disponibiliza as datas do calendário eleitoral. O dispositivo permite que o cidadão receba notificações sobre datas e prazos, como o início do período de propaganda no rádio e TV, em 26 de agosto.

Para facilitar o acesso ao colégio eleitoral, o TSE vai disponibilizar uma ferramenta que funcione como uma espécie de Google Maps, para que o eleitor encontre o seu local de votação.

A apuração dos resultados, no dia da eleição, também vai poder ser acompanhada pelo celular. Em 2014, o TSE já disponibilizou um aplicativo como esse. A ferramenta foi um das mais baixadas da loja virtual da Apple.

Assim que foram apresentados pelo locutor em quadra, Alison Cerutti e Bruno Schmidt levantaram a galera. O Mamute abriu os braços e pediu apoio. O público foi ao delírio e correspondeu. Parecia um estádio de futebol. Parecia um caldeirão. E nem a chuva que caía forte na Arena de Vôlei de Praia, em Copacabana, no início da madrugada desta sexta-feira, foi suficiente para esfriar o calor e a energia que emanavam dos donos da da casa na decisão contra os italianos Nicolai e Lupo. E foi nesse clima que o Brasil ganhou mais dois novos campeões olímpicos. Com o placar de 2 a 0, parciais de 21/19 e 21/17, na raça e no coração, o capixaba e o brasiliense garantiram a medalha de ouro nas areias de Copacabana. Podem soltar o grito de "É campeão!", podem bater no peito, podem comemorar muito

Trata-se da segunda medalha de ouro olímpica do Brasil no vôlei de praia masculino. A primeira foi há 12 anos, quando Ricardo e Emanuel venceram Javier Bosman e Pablo Herrera, da Espanha, em Atenas 2004. Foi justamente com Emanuel que Alison teve a sua primeira participação olímpica. A parceria vitoriosa durou quatro anos. Quando Mamute, o gigante de 2,03m, resolveu se separar do campeão da edição grega dos Jogos, passou então a jogar com Bruno logo na sequência. Para o sobrinho do apresentador do "Fantástico" Tadeu Schmidt, que estava na arquibancada com a família e se emocionou muito, foi a primeira vez numa Olimpíada. Já sai como campeão. E jogando em casa.

A festa de Usain Bolt foi grande na noite desta quinta-feira, com direito a beijo na pista do Engenhão. O título nos 200m rasos do Rio de Janeiro foi o terceiro consecutivo do jamaicano na prova em Olimpíadas e o oitavo ouro do homem mais rápido do mundo. O Raio, que costuma se chamar de lenda viva, afirmou que é o maior da história do atletismo e voltou a se comparar com outros ídolos do esporte.

- Não preciso provar mais nada. O que mais posso fazer para provar que sou o maior? Estou tentando ser um dos maiores, estar entre Ali e Pelé. Espero que depois dos Jogos eu esteja nesse hall. Só estou esperando depois dos Jogos para ver o que a mídia vai dizer. Vocês vão me colocar e os fãs também, mas agora não, estou trabalhando muito, tenho que dar mais um passo para chegar ao nível deles, estou muito contente. Tenho que esperar o que vocês vão escrever amanhã e no dia seguinte - disse Bolt.

O último passo de Bolt para chegar ao patamar de Pelé e Muhammad Ali é o ouro no revezamento 4x100m rasos. Usain já havia se tornado no Rio o primeiro velocista a conquistar o tri olímpico dos 100m rasos. Nesta quinta, ele repetiu o feito nos 200m rasos. Ele deve fazer o mesmo no revezamento 4x100m rasos da Jamaica nesta sexta - há a possibilidade de o país perder o título de 2008 por causa do doping de Nesta Carter. Bolt não gostou da marca 19s78 que lhe deu o ouro dos 200m rasos, mas deu show na comemoração.

- Tudo é especial. Os 200m rasos é minha prova favorita. Há um foco grande, então estou aliviado. Corri forte na curva. Na reta, meu corpo não respondeu. Estou ficando velho. Fiz tanto no esporte. Agora quero apenas curtir minha vida. Não tenho nada mais para provar. Fiz tudo o que poderia. É um alívio. Eu finalmente consegui. Eu acho que é minha última Olimpíada - disse Bolt, que tem 29 anos.

 

Os agricultores cearenses que aguardavam com expectativa a divulgação da Portaria do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), liberando o pagamento do seguro safra para este mês de agosto estão indignados, pois de acordo a Portaria Nº 60, de 16 de agosto de 2016 da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário, apenas 45 cidades de Minas Gerais receberão o seguro safra este mês.

O MDA ainda não se manifestou para explicar o porquê de apenas essas cidades mineiras serem contempladas neste mês.

O programa Garantia Safra prevê a busca pela melhoria das condições de convivência dos agricultores com o semiárido e cobre a perda da safra por excesso de chuvas ou período de seca, atendendo agricultores que produzem arroz, algodão, feijão, mandioca ou milho no semiárido brasileiro. O programa assegura ao agricultor familiar com renda mensal familiar de até 1,5 salário mínimo por mês, renda de R$ 850 reais paga em cinco parcelas, em caso de perda de pelo menos 50% da produção do município.

Atualmente, o Ceará é o estado com maior número de beneficiados: 249.848 agricultores devidamente cadastrados no programa. Em todo o País, são cerca de 1.055.196. Somente o Ceará representa cerca de 25% desse total, sendo os municípios de Quixadá, Banabuiú, Quixeré e Russas responsáveis pelas maiores adesões.

O Fundo do Garantia Safra é constituído pela contribuição do agricultor, que paga uma única parcela de R$ 17, e dos entes públicos: R$ 51 (Município) R$ 102 (Estado) e R$190 (União), o que equivale a um investimento total de R$ 340 por agricultor.

Cada agricultor do município que tiver a perda comprovada, segundo os parâmetros técnicos de vários órgãos como Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), Ematerce e Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) receberá o valor de R$ 850 divididos em cinco parcelas iguais, mensais e consecutivos de R$170.

PORTARIA – MDA – SEGURO SAFRA AGOSTO 2016 (1)

Quinta, 18 Agosto 2016 19:34

Real foi a moeda que mais se valorizou

Escrito por

Dados do Banco Internacional de Compensações (BIS) mostram que o real foi a segunda moeda com maior alta do mundo em julho. Na comparação trimestral e no acumulado dos sete primeiros meses do ano, a moeda brasileira é a divisa que apresenta a maior valorização entre 60 acompanhadas pela entidade. Ao calcular a taxa de câmbio real efetiva, o banco mostra que o real se valorizou 6,2% no mês passado, teve alta de 10,7% em 90 dias e acumula salto de 30% ante o piso observado em setembro do ano passado.

 

Mensalmente, o BIS calcula a taxa de câmbio efetiva de 60 países em um levantamento que leva em conta as médias geométricas ponderadas pelas taxas bilaterais entre as moedas do levantamento. O estudo é ajustado ainda pela inflação ao consumidor.

Essa pesquisa mostra a firme tendência de apreciação já vista na taxa nominal do câmbio brasileiro. Segundo o BIS, o real teve valorização real de 6,2% em julho. Com esse fortalecimento, o dinheiro brasileiro voltou ao patamar observado em janeiro de 2015.

 

A valorização vista no Brasil em julho foi a segunda maior do levantamento e ficou atrás apenas do rand da África do Sul, que teve alta de 6,8%. Entre demais países, o peso chileno teve valorização de 3,9%, a taxa de câmbio da Rússia teve apreciação de 3,1%, o dólar australiano avançou 2,4%, o rupia da Índia e o peso colombiano se fortaleceram 1,2%, enquanto o dólar dos Estados Unidos ganhou 0,5%. No sentido contrário, o peso argentino teve queda real de 4,7% e a libra esterlina perdeu 6,6% no mês seguinte ao plebiscito ? o pior desempenho no mês.

 

A valorização da moeda brasileira, porém, não é um fenômeno apenas das últimas semanas. Os dados do BIS mostram que o real acumulou valorização real de 10,7% nos três meses entre maio e julho. A troca na presidência da República aconteceu em meados de maio. Nesse período de três meses, o fortalecimento do real é bem superior à alta do rublo russo (6,9%) e iene japonês (6,4%) ? as duas moedas com melhor desempenho após a divisa do Brasil. Por outro lado, a libra esterlina lidera o grupo das divisas que mais perderam força, com queda de 6,5% no período. Em seguida, aparecem o peso mexicano (-5,9%) e o yuan chinês (-3,6%).

 

No acumulado do ano, o real lidera mais uma vez o rali. Com valorização de 23,3%, a moeda brasileira avançou em ritmo mais forte que o iene japonês (15,3%) e peso colombiano (13,8%) ? moedas que ocupam o segundo e terceiro lugares entre as que mais se valorizaram no período. No sentido contrário, a libra esterlina lidera mais uma vez com queda de 13,9% e é seguida de perto pelo peso argentino, que registra desvalorização real acumulada de 13,5% no ano. Foram excluídos os dados da Venezuela, país que tem operado mercado de câmbio distorcido pelos controles impostos por Caracas. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Quinta, 18 Agosto 2016 19:28

Oferta de emprego cresce 35% em agosto

Escrito por

Nesta semana, a Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS), por meio do SINE/IDT, anuncia a disponibilidade de 1027 vagas de trabalho abertas em todo o Ceará, 35% mais do que as 762 ofertadas pelas empresas cearenses no início de agosto. “Essa é a tendência, o aquecimento natural da economia, cujo crescimento será tanto maior quanto for o sentimento de estabilidade no emprego do trabalhador”, destaca o titular da STDS, Josbertini Clementino.

Ele lembra que na primeira semana de agosto foram ofertadas 762 vagas de emprego formal no Estado, na segunda semana, 882, e agora, 1.027. Desse total, 538 postos de trabalho são em Fortaleza e 489 distribuídos em 32 municípios, o que evidencia também que mais oportunidades estão surgindo no interior do Estado.

As oportunidades de emprego contemplam áreas diversas, com destaque para os setores de serviços e indústria de transformação, que também volta a reagir, inclusive com a oferta de mais de 300 vagas no setor, no Estado. Para pessoas com deficiência há 420 vagas. Apesar da crise econômica e política, ressalta o secretário, a região Nordeste, o Ceará, notadamente, mantém-se como polo atrativo para grandes investimentos no setor econômico. Para este segundo semestre, as pesquisas realizadas pela STDS, via Sine/IDT, projetam captação de mais de 46 mil vagas.
Mais informações

• Total de vagas disponíveis: 1027
• Vagas para deficientes: 420
• Em Fortaleza: 538 vagas
• Em outros 32 municípios: 489 vagas
• Municípios com maior número de vagas:
– Fortaleza: 538
– Sobral:121
– Maracanaú: 84
– Maranguape: 24

Com STDS

“1, 2, 3, 4…20, 21, 22, 23, 24”. A contagem está se popularizando nas arenas olímpicas do Rio de Janeiro. É uma gozação ao jejum de títulos da seleção principal da Argentina, que não ergue um troféu no futebol desde a Copa América de 1993. Mas também poderia ser uma alusão ao que tem apanhado o atacante Neymar nessa Olimpíada.

O brasileiro é, disparado, o jogador que mais sofreu faltas no torneio. Foram 24, bem mais do que as 16 do meia alemão Lars Bender, rival da final do próximo sábado.

Os rivais da primeira fase até pegaram leve com Neymar, mas, coincidentemente, seu futebol cresceu e os gols apareceram à medida que as pancadas se multiplicaram. Não por acaso, seu primeiro gol na Olimpíada foi de falta, nas quartas de final contra a Colômbia, em jogo que ele foi atingido seis vezes. Um rodízio que causou revide agressivo do atacante e críticas até do próprio técnico colombiano, Carlos Restrepo.

Jogadores que mais sofreram faltas nos Jogos Olímpicos de 2016 (Foto: Arte: GloboEsporte.com)Jogadores que mais sofreram faltas nos Jogos Olímpicos de 2016 (Foto: Arte: GloboEsporte.com)

Na última quarta-feira, no baile do Brasil, 6 a 0 sobre Honduras, o capitão sofreu 10 faltas. Não fez nenhuma, o que deixou aliviada a comissão técnica em relação à assimilação do atacante diante de uma marcação mais dura.

Nos Jogos Olímpicos, é como se Neymar sofresse uma infração a cada 18 minutos. A mudança de posicionamento também colabora. Nos dois primeiros jogos, preso do lado esquerdo, ele foi facilmente anulado pelos laterais-direitos de África do Sul e Iraque.

Porém, a partir do jogo contra a Dinamarca (4x0), teve mais liberdade para circular pelo campo, recebeu a bola mais recuado e com deslocamentos para os dois flancos. Os europeus não abusaram das faltas, fizeram apenas duas, mas colombianos e hondurenhos sim. Depois desses dois últimos jogos, Neymar deixou o estádio em silêncio.

No sábado, o mais caçado e o segundo nessa estatística, Neymar e Bender, se enfrentarão na histórica final olímpica. Brasil e Alemanha jogarão no Maracanã, às 17h30, com transmissão da TV Globo, do SporTV e do GloboEsporte.com, que também vai acompanhar em Tempo Real.

Desde 1996 o Brasil é presença certa em pódios de Jogos Olímpicos quando o esporte é a vela. Desta vez, quem marcou presença não foi Robert Scheidt, mas sim Martine Grael e Kahena Kunze. Elas garantiram a medalha de ouro na disputa da 49erFX, nesta quinta-feira. A prata ficou com a dupla da Nova Zelândia, Alex Maloney e Molly Meech, o bronze para as dinamarquesas Jena Hansen e Katja Steen Salskov-Iversen.

As brasileiras chegaram a essa última prova empatadas na primeira posição com as as espanholas Tamara Echegoyen e Berta Betanzos, e as dinamarquesas. Mas foi com a dupla da Nova Zelândia com quem travou uma disputa acirrada pela primeira colocação na medal race. A diferença na chegada foi de apenas dois segundos. As brasileiras terminaram a prova com o tempo de 21m21s.

A 49erFX fez sua estreia olímpica nos Jogos do Rio. Seu primeiro mundial foi em 2013 e desde então todo ano teve uma campeã diferente. Martine e Kahena venceram em 2014 - o primeiro ouro em um mundial da vela feminina do Brasil - e ganharam o primeiro evento-teste da Olimpíada. No ano seguinte alternaram vitórias e segundos lugares, mas viram as adversárias crescerem. Faturaram o segundo evento-teste e perderam o mundial de 2015 na regata da medalha para as italianas Giulia Conti e Francesca Clapcich. Este ano ficaram em sexto no mundial vencido pelas espanholas Tamara Echegoyen e Berta Betanzos.

 

FonteG1

No mês das férias no Ceará, foram registrados 207 acidentes, uma redução de 8% em relação a julho do ano passado quando ocorreram, nas estradas federais,  224 acidentes. Com relação ao número de mortos, a redução foi ainda maior: 21%. Foram registradas 14 mortes em 2015 contra 11 este ano. Os dados foram divulgados nesta quintqa-feira (18), pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

De acordo com a PRF,  os acidentes ocorreram principalmente no fim de semana, sendo o sábado o dia com maior registro: 47 acidentes. Já a quarta-feira e o domingo foram os dias onde houve o maior número de mortes: três. Em julho, as colisões frontais e os atropelamentos de animais foram os mais letais, com cinco mortes por colisões frontais e três por atropelamentos de animais.

As rodovias federais com maior concentração de acidentes foram as BR-116, 222 e 020. Em relação às mortes, sete foram registradas na BR-116. Nesta quinta-feira, ocorreu mais uma morte na BR-116. Um adolescente de 18 anos morreu atropelado no quilômetro 2 da BR-116, em Fortaleza. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, um veículo modelo Prisma atropelou o pedestre que estava no acostamento da rodovia e em seguida se envolveu numa colisão com outro veículo.

Fiscalização
A PRF acredita que o combate ao excesso de velocidade e uso dos faróis acesos durante o dia contribuíram para a redução de acidentes. Foi em julho que a PRF  iniciou a Operação Sonic com o objetivo de intensificar o combate ao excesso de velocidade, uma das principais causas de acidentes e mortes em rodovias federais.

As ações desenvolvidas durante a Operação visam aumentar a conscientização dos condutores, buscando o cumprimento das velocidades regulamentadas para as vias. Em apenas um mês de intensa fiscalização, 10.812 imagens de veículos trafegando em excesso de velocidade foram capturadas pelos radares portáteis.

O excesso de velocidade aumenta o tempo necessário para a frenagem, eleva a probabilidade do motorista perder o controle do veículo e diminui a capacidade dele se antecipar a possíveis perigos, aumentando o risco de acidentes e a gravidade das lesões, daí a importância da fiscalização intensa, principalmente, durante o mês de julho, onde há o aumento do fluxo de veículos.

Além da Operação Sonic, durante o mês de férias escolares a PRF também iniciou a fiscalização relacionada ao uso dos faróis durante o dia, e em um mês de vigência da nova lei, não foram registrados, durante o dia, acidentes do tipo atropelamento de pessoa e não houve mortes por esta causa em rodovias federais de pista simples.

Morreu aos 75 anos nesta quinta-feira (18), em Fortaleza, o deputado estadual Professor Teodoro Soares (PSD). O parlamentar estava internado desde terça da semana passada, no hospital Monte Clínico.  Teodoro morreu de falência  multipla dos órgãos. O corpo será velado inicialmente na Assembleia Legislativa, depois seguirá para a Universidade Vale do Acaraú (UVA) em Sobral. O sepultamento será em Reriutaba.

Nascido em 28 de dezembro de 1940, José Teodoro Soares  presidente da Universidade da Universidade do Parlamento Cearense (Unipace) e docente da Universidade Estadual do Ceará (Uece).

José Teodoro Soares foi eleito deputado pela primeira vez em 2006, pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). Nas eleições de 2010, ficou com uma vaga na suplência, assumindo o mandato em 2011 e se efetivando no final de 2012. Em 2014, voltou a ocupar a suplência, assumindo o mandato em 2015 pelo Partido Social Democrático (PSD).

Professor Teodoro era membro das academias Cearense de Ciências Sociais; Sobralense de Letras; e de Letras dos Municípios do Ceará. Também já foi reitor da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), entre 1990 e 2006, e da Universidade Regional do Cariri (Urca), de 1987 a 1990.

O parlamentar foi ainda presidente do Conselho de Reitores do Ceará, vice-presidente do Conselho de Educação do Ceará e secretário geral adjunto do Ministério da Educação e Cultura. Ao longo da vida, publicou 32 livros.

Professor Teodoro foi casado por 36 anos com a professora e escritora Maria Norma Maia Soares, que morreu em julho de 2014. Ela foi presidente do Movimento das Mulheres do Legislativo Cearense entre 2008 e 2014.

InícioAnt12PróximoFim
Página 1 de 2

Curta nossa página